Português

Károly Sándor Pallai é um oceanista, creolista, historiador da literatura, poeta, tradutor e editor húngaro.
A sua adolescência foram marcadas por factos que o influenciariam posteriormente: tendo recebido uma educação na escola de jesuítas. O Inglês e Francês tiveram grande destaque na sua vida, trabalhando com os idiomas. Depois de deixar Liceu Jesuíta Fényi Gyula, Pallai foi educado na Universidade Eötvös Loránd onde obteve um M.A. em literatura francófona. Na universidade estudou francês, inglês, turca, otomana, russo e latim. Ele defendeu sua tese de doutorado consagrado as literaturas dos arquipélagos dos mares e oceanos (Caribe: Martinica, Guadalupe, Jamaica, Barbados, Porto Rico, Santa Lúcia, Haiti, oceano Índico: Seicheles e Oceania: Polinésia Francesa, Wallis e Futuna, Vanuatu)) com menção “Très honorable avec félicitations du jury” (a mais alta distinção acadêmica em um doutorado). Em 2016, recebeu um D.Phil com a maior honra e distinção.
É o fundador e o editor chefe da revisão eletrônica internacional da literatura, arte e teoria literária dos mares e oceanosVents Alizés, e editor da revisão seichelense Sipay. É também o fundador e diretor da editora sem fins lucrativos Edisyon Losean Endyen.
Em 2013 recebe uma distinção ministerial do Ministério da Cultura das Seicheles em consideração os trabalhos realizados para o estudo e divulgação da literatura e cultura seichelense.
Como poeta, escreve e publica poemas em francês, inglês, espanhol, português, crioulo seichelense, romeno, turco, suaíli,tahitiano e húngaro, seus poemas foram publicados em numerosos países (Estados Unidos, França, Haiti, Irlanda, Inglaterra, Noruega, Dinamarca, Suiça, Tailândia, Chile, China, Canadá, Nigéria, Tahiti, Seicheles, Filipinas e Hungria).
É membro de vários sociedades científicas e literárias (Estados Unidos, Austrália, Maurícia, França, Países Baixos,Venezuela, Grécia, Tailândia. Em 2014, se eleiteu único membro húngaro da Sociedade Europeia dos Oceanistas.
É primeiro tradutor húngaro das numerosas línguas estrangeiras (Papiamento, Sranan, Saramacano, Aukan, Sarnami, Crioulo seichelense, Crioulo de Maurício, Crioulo haitiano e Taitiano.
A também análise as literaturas contemporâneas do Suriname, de Aruba, Curaçao, São Martinho (Países Baixos) e dosPaíses Baixos Caribenhos (Bonaire, Santo Eustáquio (Países Baixos), Saba).
Prémios e condecorações: 2016: Bolsa para Jovens Talentos de Naçao – Programa Nacional dos Talentos – 2016: Prémio literário Naji Naaman: Prêmio Gênio (Líbano) – 2016: Prémio literário Szabó Lőrinc – 2016: Programa Templeton Húngaro – 2015: Bolsa para Jovens Talentos de Naçao – Programa Nacional dos Talentos  – 2013: Distinção ministerial do Ministério da Cultura das Seicheles – 2013: 50 Jovens Talentos Húngaros
Advertisements